Polícia

Polícia aguarda prontuário médico de idosa levada a hospital após carretéis introduzidos no genital

O delegado Gabriel Cardos de Rio Verde a 194 quilômetros de Campo Grande, espera agora pelos prontuários médicos de uma idosa, que teve carretéis e palitos introduzidos no órgão genital. O caso foi descoberto há pelo menos uma semana. De acordo com o delegado, o caso é delicado e complicado, e agora ele espera pelos […]

Thatiana Melo Publicado em 10/02/2021, às 08h17

(Ilustrativa)
(Ilustrativa) - (Ilustrativa)

O delegado Gabriel Cardos de Rio Verde a 194 quilômetros de Campo Grande, espera agora pelos prontuários médicos de uma idosa, que teve carretéis e palitos introduzidos no órgão genital. O caso foi descoberto há pelo menos uma semana.

De acordo com o delegado, o caso é delicado e complicado, e agora ele espera pelos prontuários médicos da idosa para tentar determinar quando que os objetos foram introduzidos no órgão genital da vítima. Ele ainda disse ao Jornal Midiamax, que alguns médicos do hospital e posto de saúde já foram ouvidos.

Mas, o delegado não entrou em detalhes sobre o depoimento. Ele ainda afirmou que a idosa tem uma irmã, que já não podia mais cuidar dele, e por isso, a mulher está no asilo desde 2019, e com a pandemia acabou não indo visitar a idosa e não sabia do seu estado.

Cardoso afirmou que só após uma avaliação criteriosa do laudo de exames feitos na idosa será possível saber o que pode ter acontecido. Foi levantada a hipótese da própria idosa ter introduzido os objetos no genital devido a problemas mentais que possui, mas o delegado disse que ela tem uma limitação motora o que também será avaliado. O inquérito tem um prazo de 30 dias para sua conclusão, mas pode ter o tempo estendido.

Jornal Midiamax