Polícia

PF prendeu dois em operação contra quadrilha que traficava cocaína por empresas fantasmas

Droga saía da fronteira de MS

Renata Portela Publicado em 24/06/2021, às 12h45

Operação cumpriu mandados em MS e no PR
Operação cumpriu mandados em MS e no PR - (Divulgação, PF)

A Operação Lazarus, da Polícia Federal, prendeu duas pessoas e cumpriu os oito mandados de busca e apreensão em Amambai, a 352 quilômetros de Campo Grande, e Toledo, no Paraná. A ação foi realizada nesta quinta-feira (24) após investigações de uma quadrilha que traficava cocaína por meio de empresas fantasmas.

De acordo com a PF, foram duas prisões em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Além disso, foram apreendidos quatro veículos de luxo e também aproximadamente R$ 20 mil em espécie. Não foram informados quantos dos mandados foram cumpridos em cada estado, contra a quadrilha especializada em tráfico internacional.

Operação Lazarus

Durante as investigações, foram presas 15 integrantes da quadrilha, além da apreensão de 13 toneladas de maconha, 676 quilos de cocaína e 32 veículos entre caminhões, carretas, vans e caminhonetes utilizadas como “batedores” da carga.

A PF apurou que o esquema criminoso de tráfico internacional de drogas atuava pelo meio rodoviário, com a aquisição e carregamento da droga na fronteira entre as cidades de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, e Ponta Porã, sendo levadas depois até a região de Curitiba, no Paraná, para distribuição.

A quadrilha realizava compra e registro dos veículos, caminhões e vans, utilizados no transporte da droga, em nome dos motoristas ou de empresas fantasmas. A organização criminosa tinha na estrutura um núcleo responsável por operacionalizar a prévia transferência de propriedade dos veículos utilizados no transporte da droga, que eram registrados em nome dos respectivos motoristas, antes de viajar até a fronteira para carregar os entorpecentes.

Jornal Midiamax