Polícia

Quadrilha que usava empresas fantasmas para transporte de cocaína é alvo da PF

Durante as investigações foram apreendidas maconha e meia tonelada de cocaína

Thatiana Melo e Renata Portela Publicado em 24/06/2021, às 10h14

None
(Divulgação PF)

Uma quadrilha do tráfico de drogas que usava o meio terrestre, com caminhões, para o transporte de maconha e cocaína foi alvo de uma operação da Polícia Federal, na manhã desta quinta-feira (24), sendo cumpridos mandados na cidade de Amambai, a 352 quilômetros de Campo Grande e também na cidade de Toledo, no Paraná, num total de oito mandados.

Durante as investigações, foram presas 15 integrantes da quadrilha, além da apreensão de 13 toneladas de maconha, 676 quilos de cocaína, 32 veículos entre caminhões, carretas, vans e caminhonetes utilizadas como “batedores” da carga.

A investigação apurou um esquema criminoso de tráfico internacional de drogas pelo meio rodoviário, com a aquisição e carregamento da droga na fronteira entre as cidades de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, e Ponta Porã, sendo levadas depois até a região de Curitiba, no Paraná para distribuição.

A quadrilha usava da aquisição e registro dos veículos, caminhões e vans, utilizados no transporte da droga em nome dos motoristas ou de empresas fantasmas. A organização criminosa tinha em sua estrutura um núcleo responsável por operacionalizar a prévia transferência de propriedade dos caminhões, carretas utilizados no transporte da droga, que eram registrados em nome dos respectivos motoristas antes de viajar até a fronteira para carregar os entorpecentes.

Jornal Midiamax