O incêndio na aeronave bimotor, matrícula PT-RTP, que foi encontrada em uma região de plantações em Aral Moreira, a 372 quilômetros de Campo Grande, teria sido proposital, de acordo com a delegada Ana Cláudia Medina, do Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado).

“A perícia já foi realizada, já retiramos a aeronave do local e o incêndio não foi acidental. Agora algumas informações seguem em sigilo para não atrapalharem as investigações”, disse a delegada Medina.

A aeronave foi encontrada na última quarta-feira, dia 8 de novembro. Segundo a delegada, ficou constatado que o piloto se preparou para um pouso de emergência. Isso porque há indícios de que a aeronave apresentou pane, com perda de potência em um dos motores, e foi preparado pouso emergencial. Tudo indica que o bimotor estava a caminho do Paraguai e a polícia não identificou vítimas.

“Há indícios no local de desembarque dos passageiros”, afirmou Medina.