Conforme a polícia, a suspeita estava com as duas filhas, sendo uma criança de 5 anos e uma bebê de 11 meses. A mulher passou a agredir a filha mais velha, fato que teria revoltado a amiga da suspeita.

A colega levou a criança embora para casa e a suspeita passou a agredir a amiga com vários socos. A suposta autora também teria desferido várias garrafadas contra a colega. A vítima precisou ser socorrida e devido à gravidade dos ferimentos foi encaminhada para a Santa Casa de .

A mulher ainda tentou cortar a amiga com a garrafa, mas foi contida por populares. Após cometer as agressões a suspeita foi presa em flagrante e levada para a Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana, onde o caso foi registrado como abandono de incapaz e lesão corporal dolosa.

Conforme testemunhas, a mãe supostamente teria falado que queria matar as próprias filhas. As duas crianças foram acolhidas pelo Conselho Tutelar.