Polícia

Motorista que matou técnica de enfermagem bebeu e usou drogas antes de dirigir

A Justiça decretou a prisão preventiva do rapaz de 29 anos, que atropelou e matou a técnica de enfermagem Carla Jaqueline Miranda, de 40 anos, no último domingo (24), em Campo Grande. Interrogado pela Polícia Civil, ele confirmou que estava com a documentação do veículo BMW, com placas de São Paulo, atrasada em aproximadamente R$ […]

Dayene Paz Publicado em 26/01/2021, às 12h05 - Atualizado às 12h24

Condutor estava bêbado, não possuía CNH e estava com documento do carro irregular. Imagem: Divulgação
Condutor estava bêbado, não possuía CNH e estava com documento do carro irregular. Imagem: Divulgação - Condutor estava bêbado, não possuía CNH e estava com documento do carro irregular. Imagem: Divulgação

A Justiça decretou a prisão preventiva do rapaz de 29 anos, que atropelou e matou a técnica de enfermagem Carla Jaqueline Miranda, de 40 anos,no último domingo (24), em Campo Grande. Interrogado pela Polícia Civil, ele confirmou que estava com a documentação do veículo BMW, com placas de São Paulo, atrasada em aproximadamente R$ 15 mil e por isso fugiu ao ver a viatura da Polícia Militar.

O condutor também contou que comemorava seu aniversário no domingo à tarde e teria ido ao Autódromo de Campo Grande, onde ingeriu bebida alcoólica e fez uso de maconha. Ele confirmou que depois seguiu até uma tabacaria, onde também bebeu. Depois, quando levava o colega embora, viu a viatura da PM e fugiu por conta da documentação atrasada.

Os militares iniciaram acompanhamento tático, quando perderam o veículo de vista. Então, ao chegar no semáforo na rua Veridiana, o condutor da BMW acessou a contramão da via, onde ainda trafegou por cerca de 400 metros, quando atingiu frontalmente a Honda Biz, conduzida por Carla. A vítima chegou a ser lançada a cerca de 10 metros da colisão e morreu no local. Já a Biz foi arrastada por cerca de 100 metros, permanecendo presa a BMW.

O condutor ainda tentou fugir, mas colidiu contra o meio fio e parou. Ele fez o teste do bafômetro, que apontou 0,57mg/l e foi encaminhado para a Depac Centro. Ainda, de acordo com apurado pelo jornal Midiamax, o rapaz não possui CNH (Carteira Nacional de Habilitação). No nome dele consta uma vasta ficha criminal, entre tráfico de drogas e até homicídios.

Jornal Midiamax