Polícia

Morto a pedradas com rosto desfigurado teria brigado com autor do crime por ciúmes

Um rapaz foi preso pelo crime e o outro é procurado

Renata Portela Publicado em 17/04/2021, às 06h55

Local onde o corpo de Valdir foi encontrado
Local onde o corpo de Valdir foi encontrado - (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Após a morte de Valdir de Souza de Oliveira, 35 anos, na madrugada de sexta-feira (16), no Vida Nova I, o rapaz de 23 anos que teria participado do crime foi preso em flagrante. Em depoimento, ele revelou que o crime teria sido motivado por ciúmes de uma adolescente.

Conforme apurado pela Polícia Civil, Valdir, o rapaz de 23 anos, outro homem que seria autor do crime e a adolescente estavam juntos durante a madrugada de sexta-feira. Em determinado momento, já por volta das 4h20, Valdir teria demonstrado ciúmes da jovem e mostrado uma faca.

A adolescente estava ao lado do rapaz de 23 anos e Valdir teria ido para cima dele com a arma branca. Segundo relato do suspeito e também da adolescente, ele desarmou Valdir, quando teve início a briga e a jovem saiu do local. Assim que foi desarmado, o outro autor do crime derrubou Valdir no chão e começou a dar pedradas na cabeça dele.

Para a polícia, o rapaz de 23 anos relatou que saiu do local antes de Valdir ser assassinado. Inclusive, disse que quando o outro autor do crime o alcançou, pensou em sair correndo com medo de também ser morto. Já a adolescente contou que os dois homens foram até a casa dela após o crime e contaram sobre a morte de Valdir.

“Matei o cara lá por sua causa”, teria dito o criminoso, que não foi encontrado pela polícia. O caso segue em investigação e o rapaz preso responderá por homicídio simples.

Jornal Midiamax