Polícia

Morte de adolescente de 17 anos foi desfecho de discussão em conveniência de MS

A morte da adolescente de 17 anos identificada como Pâmela Silveira Saturnino, atingida na cabeça durante tiroteio ocorrido na madrugada deste domingo (14), na Avenida Dorvalino Santos, em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande, teria sido causada após discussão em conveniência. Além dela, outras três pessoas foram baleadas. Um garoto de 17 anos e […]

Mariane Chianezi Publicado em 15/02/2021, às 07h09 - Atualizado em 16/02/2021, às 07h20

Pamela tinha 17 anos | Foto: reprodução
Pamela tinha 17 anos | Foto: reprodução - Pamela tinha 17 anos | Foto: reprodução

A morte da adolescente de 17 anos identificada como Pâmela Silveira Saturnino, atingida na cabeça durante tiroteio ocorrido na madrugada deste domingo (14), na Avenida Dorvalino Santos, em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande, teria sido causada após discussão em conveniência. Além dela, outras três pessoas foram baleadas. Um garoto de 17 anos e um homem de 22 anos são suspeitos dos disparos.

Conforme informações do portal Região News, o rapaz de 22 anos teria tentado bater em um amigo do adolescente de 17 anos, porque ele era conhecido de sua ex-mulher.

Na delegacia, o amigo do adolescente disse que por volta das 2h30 quando estavam na conveniência junto com a namorada, a primeira dela e o amigo adolescente, foram orientados pela Polícia Militar a irem para casa devido ao toque de recolher.

A caminho de casa no Bairro São Bento, os quatro jovens viram um carro modelo VW Gol, de cor vermelha, circulando em alta velocidade. Depois, o mesmo carro parou em frente da casa da namorada de um dos jovens e o motorista desceu.

Eles conversaram e ao entrar no carro novamente, o homem teria feito um disparo em direção do grupo, que atingiu de raspão o braço do adolescente. Todos correram enquanto foram feitos mais disparos. Um adolescente foi ferido no pescoço enquanto Pâmela não resistiu aos ferimentos. Outros dois também foram feridos. A polícia ainda investiga o caso.

Jornal Midiamax