Polícia

Juiz muda crime e namorado que matou Mariana em acidente responde por homicídio culposo

Inicialmente, namorado havia sido autuado por feminicídio

Thatiana Melo e Dayene Paz Publicado em 18/05/2021, às 10h00

None
(Reprodução)

Durante a audiência de custódia nesta segunda-feira (17) Rafael Souza teve a tipificação do crime cometido contra Mariana Vitória Lima de 19 anos alterada para homicídio culposo na direção de veículo automotor, ou seja, agiu de forma imprudente, sem cautela ou cuidado, mas sem a intenção de matar. Antes no dia de sua prisão havia sido autuado por feminicídio.

Segundo informações, a velocidade em que o carro estava ainda é analisada e apurada pela polícia que em um primeiro momento revelou a velocidade em cerca de 40 quilômetros, mas a delegada acredita que o veículo estava em velocidade superior. Agora se espera pelos resultados dos laudos periciais.

Rafael teve a revogação da prisão preventiva substituída pela prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica, nesta segunda (17). Imagens de câmeras de segurança de estabelecimentos localizados na Avenida Afonso Pena mostram o momento em que começa a ‘brincadeira’ entre o rapaz de 19 anos e Mariana Vitória Lima, de subirem no capô do carro da jovem.

Os vídeos mostram que ele subiu primeiro no veículo enquanto Mariana dirigia, depois os dois trocaram. Mariana morreu após o acidente, na madrugada do sábado (15). Conforme as filmagens obtidas pelo Jornal Midiamax, o namorado de Mariana dirigia o carro da jovem e em determinado momento ele estaciona na avenida. Então, ele desce e dentro do carro ela pula para o banco do motorista. Em seguida, o rapaz sobe no capô, quando a jovem começa a dirigir.

Os dois rodam por algum tempo e depois, na segunda filmagem já próximo ao local do acidente, é possível ver que Mariana é quem estava no capô do carro. O rapaz chega a atravessar no sinal vermelho, em direção à avenida onde ele acabou colidindo contra um poste, causando a morte da namorada.

Jornal Midiamax