Polícia

Juiz marca data para ouvir acusado de matar desafeto por dívida do tráfico

O juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, marcou o dia 14 de abril o interrogatório por videoconferência de Isaac Mendes da Silva, acusado do assassinato de Naor da Silva Prado, em razão de uma dívida de drogas. O crime ocorreu no dia 13 de setembro […]

Renan Nucci Publicado em 22/03/2021, às 18h50

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Imagem ilustrativa

O juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, marcou o dia 14 de abril o interrogatório por videoconferência de Isaac Mendes da Silva, acusado do assassinato de Naor da Silva Prado, em razão de uma dívida de drogas. O crime ocorreu no dia 13 de setembro de 2017, no Jardim Tijuca.

O autor teria agido com ajuda de um adolescente. Conforme denúncia do Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul. Na data dos fatos, Isaac teria pedido apoio ao menor para fazer uma cobrança. Eles foram ao encontro de Naor e chegando à residência, o adolescente chamou pela vítima, enquanto Isaac ficou do lado de fora, atrás do muro.

Naor permitiu a entrada do menor que passou a cobrá-lo a respeito de uma dívida de drogas. No entanto, quando a vítima afirmou que não iria fazer o pagamento como esperado pelos autores, Isaac saiu de trás do muro segurando uma arma de fogo e atirou. Em seguida, ele e o menor fugiram e deixaram Naor no local, onde acabou morrendo.

Jornal Midiamax