Além de passar os dados, a vítima ainda autorizou a instalação de um aplicativo em seu aparelho celular. Logo após os procedimentos, a idosa percebeu que o dinheiro tinha sido subtraído da sua conta bancária.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de como estelionato contra idoso e será investigado pela polícia. A vítima disse querer representar judicialmente contra a agência.

Saiba Mais