Polícia

Golpista vendia o mesmo carro para várias pessoas, cobrava ‘sinal’ e não entregava

Estelionatário identificado apenas como W.Z.M.R., 28 anos, foi indiciado pela Polícia Civil da 6ª Delegacia de Campo Grande, após aplicar golpes através do anúncio de um carro na internet. Ele teria oferecido o veículo para várias pessoas simultaneamente, cobrava adiantamento para assegurar a venda e não entregava o produto. Um casal chegou a efetuar a […]

Renan Nucci Publicado em 21/01/2021, às 13h48 - Atualizado às 18h11

Foto Ilustrativa
Foto Ilustrativa - Foto Ilustrativa

Estelionatário identificado apenas como W.Z.M.R., 28 anos, foi indiciado pela Polícia Civil da 6ª Delegacia de Campo Grande, após aplicar golpes através do anúncio de um carro na internet. Ele teria oferecido o veículo para várias pessoas simultaneamente, cobrava adiantamento para assegurar a venda e não entregava o produto. Um casal chegou a efetuar a compra à vista.

Conforme nota, por meio das redes sociais, o investigado publicou a oferta de um Fiat Uno 2006 por R$ 6 mil. Várias pessoas que se interessaram foram enganadas. O suspeito pedia um sinal antes de fazer a entrega e jamais repassava o veículo. Um casal, no entanto, pagou R$ 5,1 mil e recebeu o Uno. O golpista afirmava que o carro seria de uma tia dele e que não tinha irregularidades.

As informações eram de que apenas o IPVA 2020 não havia sido pago. Contudo, ao acionar o Detran (Departamento Estadual de Trânsito), as vítimas constataram que havia cerca de R$ 4 mil em débitos no carro. O casal então conseguiu localizar o suspeito solicitando desfazer o negócio, mas ele os convenceu de que pegaria o carro de volta, o venderia novamente e os ressarciria.

O casal inicialmente não aceitou, pois sabia que outras pessoas seriam enganadas. Contudo, o estelionatário disse que estava avisando que o carro tinha restrições e que quem comprasse saberia dos débitos. Ele então combinou uma nova venda, com outro comprador, e acertou de fazer a entrega na prefeitura. Lá, recebeu o dinheiro e disse para a vítima ir ao pátio buscar o carro.

No entanto, ao chegar no pátio, esta vítima constatou que o casal não estava lá e constatou ser golpe. Neste sentido, foi descoberto que ao longo das trativas ele mentiu tanto para o casal quanto para o novo comprador. A situação foi denunciada à Polícia Civil que conseguiu identificar o autor e indiciá-lo por estelionato. A polícia vai pedir a prisão preventiva.

Jornal Midiamax