Com 30 anos de atuação em Mato Grosso do Sul, a Delegacia Especializada de Repressão a a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras) inaugurou, nesta sexta-feira (05), um Centro de Treinamento referência no Brasil. A unidade é pequena, mas conta, de acordo com o delegado titular do Garras, Fábio Peró, com diversas configurações. “Ou seja, o ambiente não será o mesmo e o policial irá atuar em diferentes modelos”, explica Peró.

O Centro de Treinamento foi construído na sede da delegacia especializada em e, conforme o delegado titular, seis estados já solicitaram a construção de centros de treinamento. “Além de treinarem para entradas táticas, com uso de armas de air-soft, mais perto da realidade, também há o condicionamento físico e controle de fobias”.

Garras terá centro de treinamento para tropa de elite atuar em operações especiais de MS
Torre tem 12 metros | Imagem: Dayene Paz

Isso porque, há também uma torre de rapel de 12 metros de altura. A torre é uma das maiores do Centro-Oeste, para desenvolvimento de técnicas de escalada e rapel. “Isso facilita no treinamento de procedimentos e técnicas, por exemplo, na entrada de apartamentos”, afirma Peró.

O delegado cita que o treinamento contínuo dos policiais reflete em um bom desempenho durante as ações. “Exemplo é o caso do Zé de Lessa, fundador e líder da facção criminosa BDM (Bonde do Maluco), e a última ação na , quando houve troca de tiros entre os nossos policiais e membros do PCC. Os policiais mantiveram a calma e usaram as técnicas aprendidas durante os treinamentos”, explica.

O Centro de Treinamento teve investimento do Governo do Estado e parceiros. A unidade também estará disponível para outras delegacias. “Já estiveram aqui, policiais rodoviários federais, federais, militares e também de outras delegacias especializadas”, revela o delegado Fábio Peró.

Durante a inauguração nesta manhã, o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videira, destacou a importância do Garras. “Isso mostra o quando o grupo evoluiu e o quanto a segurança pública está lotada com os melhores, entre servidores e equipamentos. Um nível de excelência para se tornar referência no Brasil”, destaca.

O secretário também aproveitou para falar das ações da polícia na fronteira e na divisa de Mato Grosso do Sul com outros estados, muito mais depois da , iniciada em 2019, que uniu todas as forças policiais.

Videira revela que somente em 2020 foram apreendidas 750 toneladas de drogas durante a Operação Hórus. Janeiro e ferreiro deste ano já superam as apreensões no mesmo período de 2020, somando 104 toneladas de drogas, enquanto no ano passado foram apreendidas 33 toneladas.

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, também esteve presente na solenidade de inauguração e destacou a parceria da prefeitura da Capital com a segurança pública. “Não é só o crime que é organizado, a nossa polícia também se organizou e está de parabéns”, finalizou.