Polícia

Falsificador teria vendido ao menos 20 folhas de atestado médico em dois meses

Carimbo estava em nome de cardiologista

Renata Portela Publicado em 14/11/2021, às 08h29

Caso foi registrado na Depac Centro
Caso foi registrado na Depac Centro - (Arquivo, Midiamax)

Preso em flagrante por falsificação de documento público na noite de sábado (13), homem de 40 anos teria vendido ao menos 20 folhas de atestado médico nos últimos dois meses. Os atestados estavam em nome de uma cardiologista de Campo Grande, que teve o carimbo extraviado em 2019.

O suspeito contou que há aproximadamente dois meses um ex-colega de trabalho ofereceu a ele uma folha de atestado médico e o carimbo, por R$ 200. Assim, ele comprou o material e tirou cópias da folha de atestado, quando começou a vender os documentos falsificados.

Cada folha era vendida por R$ 10 o dia de dispensa. Ainda segundo o homem, ele teria vendido aproximadamente 20 folhas neste período. Ele acabou preso após a última venda, feita neste sábado (13), quando foi flagrado pelo GOI (Grupo de Operações e Investigações).

Detido, ele responde por falsificação ideológica, se o documento é público, e foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro. Ele ainda relatou que recebia os pagamentos por PIX e negociava as vendas pelo WhatsApp.

Jornal Midiamax