Polícia

Diretora de asilo acusada de maus-tratos renuncia ao cargo

Ela alegou que teme pela vida e que a mídia estaria noticiando tudo sobre o caso

Diego Alves Publicado em 29/11/2021, às 21h27

Reprodução
Reprodução

Diretora do lar de acolhimento público flagrada pelas câmeras de segurança agredindo idosos renunciou de seu cargo, diz o advogado Alex Santos. Imagens captadas pelas câmeras do local mostram momentos em que a diretora agride as vítimas. Após denúncia do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), ela já havia sido afastada sob força de medida protetiva.

Em um dos vídeos, de 23 de agosto, o idoso está deitado na cama e a diretora fica sozinha no quarto com ele.Ela encosta a porta e vai até o paciente, o agredindo no rosto e puxando a perna da vítima. 

"A defesa será integralmente carreada nos autos de apuração de irregularidades em trâmite na 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos. Entretanto, há que se reforçar que, ante aos fatos noticiados, para bem se defender e também evitando maiores prejuízos à imagem da associação, a Sra. (.....) renunciou ao cargo de pesidente e não mais atuará como sua gestora/administradora", disse o advogado.

Em ação na 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, a defesa da diretora pediu segredo de Justiça. Ela alegou que teme pela vida e que a mídia estaria noticiando tudo sobre o caso, inclusive que ofensas contra ela foram postadas nas redes sociais.

Denúncias apontam abusos contra dois idosos , sendo que uma das idosas possui demência e transtorno bipolar afetivo, e seria um dos alvos da servidora, que discriminaria os idosos com doenças psiquiátricas e em processo demencial.

Jornal Midiamax