Polícia

‘Daria meu coração para ter ele aqui’, diz mãe de empresário morto em acidente na BR-060

O velório do sócio-proprietário do Bar Paraíba 73, ítalo Monteiro de Oliveira, de 33 anos, é marcado por choro e lembranças de planos para o futuro, por parte da família e amigos. Descrito pela mãe como “marrento”, Ítalo faleceu após acidente na BR-060 na noite desta quinta-feira (5), supostamente ao tentar fazer uma ultrapassagem com […]

Danielle Errobidarte Publicado em 05/03/2021, às 15h04 - Atualizado em 06/03/2021, às 09h01

Velório e sepultamento acontecem no Cemitério Monte das Oliveiras. Foto: Leonardo de França
Velório e sepultamento acontecem no Cemitério Monte das Oliveiras. Foto: Leonardo de França - Velório e sepultamento acontecem no Cemitério Monte das Oliveiras. Foto: Leonardo de França

O velório do sócio-proprietário do Bar Paraíba 73, ítalo Monteiro de Oliveira, de 33 anos, é marcado por choro e lembranças de planos para o futuro, por parte da família e amigos. Descrito pela mãe como “marrento”, Ítalo faleceu após acidente na BR-060 na noite desta quinta-feira (5), supostamente ao tentar fazer uma ultrapassagem com sua moto esportiva. Ele deixa três filhas, de 2, 7 e 11 anos.

Muito abalada e aos prantos, a também empresária Ednéia dos Santos Monteiro, mãe de Ítalo, conversou com o Jornal Midiamax e descreveu o filho como intenso em tudo o que fazia. “Ele era marrento, mas muito amado, muito pai, muito sobrinho, muito tudo. Eu daria meu coração para tê-lo aqui. Vai ser sempre meu bebê”, afirma emocionada.

A tia de ítalo, Ediléia dos Santos Monteiro, de 41 anos, relembra que o sobrinho fazia planos de dançar com ela em sua festa de formatura, que aconteceria em breve. “Infelizmente a gente teve uma perda insubstituível. Eu me formei e ele brincou quando falei que ele ia dançar comigo no baile, mas não deu tempo”.

Ediléia ainda afirma que o sobrinho, como empreendedor, dava suporte à ela, que fabricava e vendia artesanato. “Ele me deu muito apoio com meu artesanato quando precisei”, finaliza.

Prima de ítalo, a estudante de 22 anos Giulia Lopes resume o sentimento da família e amigos afirmando que “a ficha ainda não caiu”. “Ele era querido por todos, não via meu primo triste nem chorando. Todo mundo está surpreso, ele era muito família, não estamos acreditando”, lamenta.

O velório de Ítalo  Monteiro de Oliveira acontece na capela do Cemitério Park Monte das Oliveiras, localizado na Avenida Guaicurus, desde às 14h30. O sepultamento está marcado para acontecer no mesmo local, às 16h30.

'Daria meu coração para ter ele aqui', diz mãe de empresário morto em acidente na BR-060
Ultrapassagem pode ter sido causa do acidente. Foto: Reprodução/ Redes Sociais

O acidente

Uma ultrapassagem seria a causa do acidente na BR-060 que acabou na morte do empresário dono do bar Paraíba 73, Ítalo Monteiro de Oliveira de 33 anos, na noite desta quinta-feira (4), em Campo Grande. Duas crianças ficaram feridas na colisão.

Informações passadas pela polícia são de que a motorista que estava trafegando em direção a Sidrolândia teria tentado fazer uma ultrapassagem e acabou batendo na motocicleta que era pilotada por ítalo e vinha na direção contrária. Com o impacto da batida, o carro teve a frente destruída.

Ítalo morreu no local. Equipes de socorro foram chamados para fazer o atendimento das vítimas, sendo duas crianças e a motorista do carro que foram levadas para a Santa Casa. A menina de 12 anos deu entrada às 20h16 no hospital ficando em observação na área verde do pronto-socorro pediátrico. Foi avaliada e liberada pelas equipes de neurocirurgia e ortopedia. Realizou curativos nas escoriações e recebeu alta nesta sexta (5) às 00h04.

Jornal Midiamax