Polícia

Combate ao tráfico na fronteira é discutido entre polícia de MS e autoridades dos EUA

Tráfico de drogas e de armas de fogo que chegam até aos grandes centros do Brasil e do mundo

Diego Alves Publicado em 07/10/2021, às 23h02

None

O combate ao tráfico de drogas feita pela Polícia Civil em Mato Grosso do Sul foi tema de discussão com autoridades norte-americanas nesta quarta-feira (06). O delegado-geral da Polícia Civil, Adriano Garcia Geraldo, participou de uma videoconferência com a comandante da região 2 do OSI (Escritório de Investigações Especiais da Força Aérea dos Estados Unidos), coronel Tara Lunardi.

Também participaram da videoconferência o diretor de OL-B da OSI, agente especial Lynn Stedge e o adido policial do escritório de segurança das forças armadas dos Estados Unidos – David Sorensen e investigadores locais do FPD – Jean Paraski e Matheus Lins.

O delegado-geral falou sobre a importância que o Mato Grosso do Sul tem nacionalmente e internacionalmente no combate ao tráfico de drogas e de armas de fogo, que passam pelas fronteiras de MS com outros países, até chegar aos grandes centros do Brasil e do mundo.

A Polícia Civil informou que mesmo com a responsabilidade da Polícia Federal de realizar este combate no Brasil, grande parte das drogas e armas são apreendidas pelas polícias estaduais, no caso a Civil e Militar.

Também foi solicitado apoio norte-americano para possibilitar treinamentos dos policiais locais, com as polícias de combate ao narcotráfico, dos Estados Unidos. “Esta porta que foi aberta nos propicia oportunidade de mostrar para o governo norte-americano que nós existimos e que somos importantes no combate ao narcotráfico, impedindo que entorpecentes saiam aqui da fronteira e cheguem nos grandes centros, como os Estados Unidos, por exemplo”, disse o delegado.

A coronel Tara Lunardi se colocou à disposição para firmar a parceria. “Esperamos contribuir com recursos que possam possibilitar treinamentos aos policiais aí do Mato Grosso do Sul. Espero que possamos firmar esta parceria”, reforçou.

Jornal Midiamax