Polícia

Com problemas no trem de pouso, piloto aborta decolagem na fronteira

A aeronave Sêneca 810 C está registrada em nome de um empresário e nela estavam o piloto e um passageiro que não tiveram ferimentos

Marcos Morandi Publicado em 01/12/2021, às 05h39

Aeronave é de propriedade de um empresário
Aeronave é de propriedade de um empresário - Reprodução

O piloto de um avião de pequeno porte prefixo PT ERB, que estava decolando na tarde desta terça-feira (30), do Aeroporto Internacional de Ponta Porã, teve problema no trem de pouso dianteiro da aeronave e precisou abortar a decolagem.

A aeronave teve algumas avarias e precisou ser rebocada para um dos hangares do aeroporto, que ficou interditado até passar pela perícia. Uma equipe da Polícia Civil de Ponta Porã esteve no local e fez os primeiros levantamentos.

Entretanto, o caso foi repassado para a Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado) e uma equipe da delegacia especializada estará na manhã desta quarta-feira (1) em Ponta Porã para dar continuidade às investigações.

A aeronave Sêneca 810 C está registrada em nome de um empresário e nela estavam o piloto e um passageiro que não tiveram ferimentos. Segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) o avião estava com toda a documentação em dia e apta para voos regulares.

Jornal Midiamax