Polícia

Chefe de quadrilha que usava adolescentes para desmanchar carros é preso em Campo Grande

Um dos jovens furtava até quatro veículos em um dia

Renata Portela e Danielle Errobidarte Publicado em 08/12/2021, às 09h26

Armas e objetos furtados foram apreendidos na ação
Armas e objetos furtados foram apreendidos na ação - (Divulgação, Polícia Civil)

Dono de uma oficina no Caiobá, homem de 27 anos acabou preso em flagrante nesta quarta-feira (8), durante operação contra a organização criminosa comandada por ele, especializada no furto e desmanche de veículos. Para os crimes, que aconteciam tanto no bairro quanto na área central de Campo Grande, o acusado usava adolescentes.

Segundo o delegado Roberto de Oliveira Guimarães, da Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos), delegacia responsável pela operação, o acusado é dono da oficina onde aconteciam os desmanches. O grupo de aproximadamente 12 pessoas furtava os veículos e em meia hora fazia o desmanche.

Veículos eram modificados e logo repassados para outros desmanches clandestinos ou vendidos, bem como peças. O criminoso foi preso pelo porte ilegal de três armas de fogo, dois revólveres e uma pistola. No momento da prisão, ele levava um dos revólveres na cintura.

Grupo escolhia os veículos

Ainda conforme o delegado, os adolescentes andavam em busca de motos e carros mais fáceis de furtar, que não tinham sistema de alarme, por exemplo. Eles também procuravam os veículos em locais onde sabiam que ficariam estacionados por algum tempo, como em supermercados, faculdades e no Centro.

Os veículos furtados logo eram levados até a oficina e em meia hora desmanchados. Um dos adolescentes tinha em casa vários produtos de furtos e é suspeito de furtar ao menos dois carros e duas motos por dia para a organização criminosa. ‘Terror do bairro’, ele já foi apreendido várias vezes pela polícia e na última vez, inclusive, portava um simulacro.

Operação

A operação ‘Eu Vejo Você’ foi denominada assim porque o chefe da quadrilha não tocava nos veículos, apenas comandava as ações. Ao todo, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão.

Atuaram na operação 40 policiais da Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos), Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos), Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude) e Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros).

Jornal Midiamax