Polícia

Cadeirante é extorquido em R$ 1,2 mil para não ser preso por falso policial

Vítima foi ameaçada de prisão por supostamente estar conversando com jovem menor de idade

Renan Nucci Publicado em 11/10/2021, às 14h56

None
Foto Ilustrativa

Homem de 40 anos, cadeirante, caiu em um golpe de extorsão e depositou R$ 1,2 mil para não ser preso por um falso policial. Ele registrou boletim de ocorrência nesta segunda-feira (11) na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, em Campo Grande, e disse que foi ameaçado porque estava conversando com jovem pelo celular.

Consta no boletim de ocorrência que ele recebeu uma ligação de um número de outro estado, pelo qual um indivíduo afirmava ser delegado de polícia e que caso ele não depositasse o dinheiro em 20 minutos, estaria encaminhando um camburão para prendê-lo, uma vez que estava batendo papo com uma menor de idade.

Assustado, o homem fez a transferência sem pensar, pois realmente mantinha contato com a moça, mas não sabia que era menor de idade. Diante dos fatos, ele procurou a Polícia Civil e registrou boletim de ocorrência. O caso está sendo investigado como extorsão.

Jornal Midiamax