Polícia

Briga por pinga termina com morador de rua morto após espancamento em MS

Ele foi agredido a socos e chutes e depois deixado em um colchão na praça

Mylena Rocha Publicado em 12/09/2021, às 11h33 - Atualizado às 11h40

Confusão aconteceu em uma praça, morador foi deixado em um colchão.
Confusão aconteceu em uma praça, morador foi deixado em um colchão. - Reprodução/Maps

Uma briga entre moradores de rua terminou com um deles morto a socos e pancadas na cidade de Aparecida do Taboado, a 457 km de Campo Grande. A briga teria começado por causa de pinga, segundo relatos. O autor disse que não tinha a intenção de matar o morador de rua.

Conforme ocorrência, os policiais foram avisados por uma moradora que passava de carro por uma praça da cidade e ouviu que havia uma pessoa morta no local. Quando chegaram ao local, um morador de rua de 26 anos informou que havia uma pessoa caída no chão, já sem vida, no palco da praça.

A vítima, de 40 anos, estava com muitos ferimentos no rosto e na cabeça. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas o morador de rua já estava morto. O rapaz de 26 anos relatou aos policiais que havia sido agredido pela vítima na sexta-feira (10) e que teria tentado bater nele novamente no sábado (11). Foi quando eles teriam começado a briga, testemunhas disseram que a vítima não teve reação contra as agressões.

O rapaz confirmou que agrediu a vítima com socos no rosto e chutes no corpo. Depois de agredi-lo, ele deitou a vítima em seu colchão. Mais tarde, ele voltou para tentar se desculpar com a vítima, que já estava morta.

O autor tirou a vítima do colchão e arrastrou o morador até o palco da praça. Ele disse que não tinha a intenção de matar o colega morador de rua. Testemuinhas relatam que as brigas entre os moradores de rua são frequentes e sempre por motivos fúteis. Neste caso, os moradores teriam brigado por causa de pinga.

Jornal Midiamax