Polícia

Anta é resgatada com o pescoço quase decepado por armadilha de caça

Este foi o segundo caso em pouco mais de três meses

Marcos Tenório Publicado em 06/12/2021, às 16h55

None
(Foto: Divulgação/PMA)
A Polícia Militar Ambiental foi acionada na manhã desta segunda-feira (6) a  pelo funcionário de uma fazenda, próximo a região conhecida como Capão Seco, no município de Sidrolândia, que fica a 70 km de Campo Grande.  A anta estava em uma área alagada na altura do km 387, à margem da rodovia BR-060, na divisa com a fazenda, com um cabo de aço no pescoço, causando um ferimento de grande porte.
Segundo informações da PMA, o animal silvestre foi encontrado ferido gravemente dentro do banhado. Havia um cabo de aço, que os Policiais identificaram como pertencente a um tipo de armadilha de caça e que a anta teria conseguido rompê-lo do local de onde estaria amarrado, o que resultou em ferimento que quase decepou seu pescoço.
Os Policiais imobilizaram o bicho, e retiraram o cabo, com ajuda de funcionários da fazenda, em seguida colocoram a anta na carroceira da viatura. O animal, uma fêmea, com aproximadamente 150 kg, aparentava estado crítico e foi encaminhada para atendimento no Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), em Campo Grande.
Apesar da gravidade do ferimento, a anta foi atendida e está em uma jaula e passa bem. Este foi o segundo caso em pouco mais de três meses. 
No dia 22 de agosto deste ano, na região conhecida como Gameleira, no município de Campo Grande, outra anta, um macho de 200 kg foi resgatado com a pata quase decepada por cabo de aço de armadilha de caça idêntico. Felizmente, segundo o médico veterinário do CRAS, essa anta, coincidentemente recebeu alta hoje (6/12) e já está apta a ser solta no seu habitat natural.
Jornal Midiamax