Foi preso nesta quarta-feira (5) um de 22 anos, no Monte Castelo em , que vendia drogas importadas para a alta sociedade da Capital, segundo a Polícia Civil. Ele foi preso quando fazia a entrega de drogas para dois rapazes.

O autor já estava sendo monitorado e investigado pela polícia havia dois meses, quando nesta quarta, os investigadores da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) fizeram a sua prisão no momento em que vendia skunk, a ‘supermaconha' para dois rapazes.

Conforme o titular da Denar, delegado Hoffman D'Ávila, a droga vinha de São Paulo, através dos e parte dela era importada pelo grupo que fornecia para o traficante dos Estados Unidos. Quando preso, ele havia acabado de vender para um rapaz o valor de R$ 600 e para o outro R$ 1 mil.

Na casa do traficante, no II, a polícia encontrou espalhados pela residência, no sofá, embaixo do travesseiro o valor de R$ 7.911. Além da droga avaliada em R$ 30 mil, que foi levada para a delegacia. Na casa tinha a supermaconha, que cada grama era vendido a R$ 60, haxixe que era importado, LSD, que cada micro ponto era comercializado por R$ 80, e THC (Tetraidrocanbinol) – componente puro da maconha, sendo a 1º apreensão deste porte feita pela Denar.

Segundo informações da polícia, o traficante tinha um lucro líquido de R$ 15 mil com a venda droga para a alta sociedade da Capital. O traficante usava um Honda Civic para fazer as entregas, na maioria das vezes em estacionamentos de supermercados ou shopping para não levantar suspeitas. Em uma das noites em que foi acompanhado pela equipe policial, ele chegou a rodar 100 quilômetros fazendo entregas em Campo Grande.