Polícia

Suspeito de assassinar a ex ameaçou dizer à polícia que ela mandou matar a própria mãe

A Polícia Civil representou pela prisão preventiva de Wantuir Sonchini da Silva, principal suspeito do assassinato da ex-mulher Fabiana Lopes dos Santos, de 37 anos. O crime aconteceu na noite de sexta-feira (4), quando a vítima foi encontrada morta com aproximadamente 19 facadas na Rua Evelina Selingardi, no Parque do Lageado. Segundo apurado pelo Midiamax, […]

Renata Portela Publicado em 07/12/2020, às 08h05 - Atualizado às 13h52

Wantuir durante julgamento em 2019 (Arquivo, Midiamax)
Wantuir durante julgamento em 2019 (Arquivo, Midiamax) - Wantuir durante julgamento em 2019 (Arquivo, Midiamax)

A Polícia Civil representou pela prisão preventiva de Wantuir Sonchini da Silva, principal suspeito do assassinato da ex-mulher Fabiana Lopes dos Santos, de 37 anos. O crime aconteceu na noite de sexta-feira (4), quando a vítima foi encontrada morta com aproximadamente 19 facadas na Rua Evelina Selingardi, no Parque do Lageado.

Segundo apurado pelo Midiamax, em novembro deste ano Fabiana já tinha registrado boletim de ocorrência contra o ex, solicitando medida protetiva. Na ocasião, ela contou que tinha se encontrado com o suspeito duas vezes, em outubro e em novembro, logo após ele deixar a prisão em setembro deste ano.

Os dois foram casados por 18 anos, tinham dois filhos e se separaram porque a vítima relatou ter sido agredida por ele, quando estava grávida de 5 meses. Na época, após a separação Wantuir assassinou a mãe de Fabiana, Alzai Bernardo Lopes, 58 anos, no Natal de 2018. Ele chegou a ser julgado pelo crime e foi absolvido sob alegação de ter problemas mentais.

Ameaças e nova medida protetiva

Após se encontrarem pela última vez, Fabiana teria dito ao ex que estava arrependida, mas ele não teria aceitado o fato de não encontrar a vítima novamente. Com isso, passou a fazer ameaças e disse “Se você não voltar para mim, vou na delegacia mudar meu depoimento dizendo que você é a mandante da morte da sua mãe”.

Além disso, também ameaçou matar a vítima se ela não voltasse para ele. O boletim de ocorrência foi registrado no dia 19 de novembro e, enquanto a vítima estava prestando o depoimento o ex continuava ligando no celular, mas ela não atendeu.

Com isso, ela pediu nova medida protetiva contra ele, com medo das ameaças.

Feminicídio

Na noite de sexta-feira, Fabiana teria sido vista com Wantuir, conforme testemunhas relataram ao Midiamax. Momentos depois, moradores no Lageado ouviram os gritos e encontraram a mulher com os ferimentos pelo corpo. Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas a vítima não resistiu.

O caso é investigado pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) e Wantuir é procurado pelo crime, considerado foragido.

Jornal Midiamax