Polícia

Suspeita de matar jovem no Aero Rancho saiu para buscar arma após discussão

Carolina Leandro Solto, de 23 anos, foi morta no início da tarde desta segunda-feira (31) no bairro Aero Rancho, em Campo Grande, após uma discussão. A principal suspeita, que já foi identificada pela polícia, teria se desentendido com a vítima por ciúmes, pois ambas supostamente estavam se relacionando com o mesmo homem. Conforme apurado, Carolina […]

Renan Nucci Publicado em 31/08/2020, às 17h55 - Atualizado às 17h57

Jovem foi morta a tiros nesta segunda. Foto: Divulgação
Jovem foi morta a tiros nesta segunda. Foto: Divulgação - Jovem foi morta a tiros nesta segunda. Foto: Divulgação

Carolina Leandro Solto, de 23 anos, foi morta no início da tarde desta segunda-feira (31) no bairro Aero Rancho, em Campo Grande, após uma discussão. A principal suspeita, que já foi identificada pela polícia, teria se desentendido com a vítima por ciúmes, pois ambas supostamente estavam se relacionando com o mesmo homem.

Conforme apurado, Carolina estava sentada em um banco na frente da casa onde vivia com amigos, perto de um campo de futebol, quando a autora chegou ao local. Elas discutiram, oportunidade em que a mulher foi embora, mas voltou armada logo em seguida e atirou, acertando a vítima no rosto e na perna. Na sequência a atiradora foi embora.

A vítima chegou a ser socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas morreu dentro da viatura, a caminho do pronto-socorro. A Polícia Civil, por meio da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol, a perícia técnica e o 10° Batalhão da Polícia Militar estiveram no atendimento da ocorrência.

O GOI (Grupo de Operações e Investigações) faz buscas pela autora. Um homem gravou um vídeo logo após Carolina ser baleada, alegando que enviaria as imagens ao ‘código de disciplina’. É assim que são chamados os líderes de facção que determinam ou autorizam homicídios, por isso a suspeita de envolvimento do crime organizado.

Jornal Midiamax