Polícia

Professor não consegue dar aulas e denuncia igreja por barulho excessivo em cultos

Na terça-feira (25), morador em Sonora, cidade que fica a 351 quilômetros de Campo Grande, procurou a polícia para denunciar barulho excessivo em uma igreja. Ele é professor e não consegue dar aulas por vídeo porque os alunos reclamam do barulho do culto. Conforme registro feito na delegacia, o rapaz mora na frente da igreja […]

Renata Portela Publicado em 26/08/2020, às 17h12

Delegacia de Sonora (Foto: Coxim Agora)
Delegacia de Sonora (Foto: Coxim Agora) - Delegacia de Sonora (Foto: Coxim Agora)

Na terça-feira (25), morador em Sonora, cidade que fica a 351 quilômetros de Campo Grande, procurou a polícia para denunciar barulho excessivo em uma igreja. Ele é professor e não consegue dar aulas por vídeo porque os alunos reclamam do barulho do culto.

Conforme registro feito na delegacia, o rapaz mora na frente da igreja e até conseguiu assinaturas de outros vizinhos em um abaixo-assinado por conta do barulho. Ainda segundo ele, em julho o pastor foi procurado, mas se negou a abaixar o som dos cultos.

Além disso, o rapaz dá aulas de inglês e não consegue ministrar as aulas porque os alunos reclamam do volume do som da igreja. Também foi informado que os cultos acontecem durante a manhã nas terças, quintas e domingos e com som muito acima do tolerável.

O caso foi registrado como perturbação da tranquilidade e será investigado pela polícia.

Jornal Midiamax