Polícia

Preso por matar homem com golpe de foice na cabeça estava sofrendo ameaças

Horas antes da morte de Wellington Ciqueira Ventura, de 28 anos, na tarde de domingo (27), o autor do crime de 42 anos havia feito uma denúncia contra ele. Wellington foi morto com um golpe de foice na cabeça após invadir a casa do autor, em Maracaju, cidade que fica a 160 quilômetros de Campo […]

Renata Portela Publicado em 28/12/2020, às 07h38 - Atualizado às 07h44

Wellington não resistiu ao ferimento (Foto: Maracaju Speed)
Wellington não resistiu ao ferimento (Foto: Maracaju Speed) - Wellington não resistiu ao ferimento (Foto: Maracaju Speed)

Horas antes da morte de Wellington Ciqueira Ventura, de 28 anos, na tarde de domingo (27), o autor do crime de 42 anos havia feito uma denúncia contra ele. Wellington foi morto com um golpe de foice na cabeça após invadir a casa do autor, em Maracaju, cidade que fica a 160 quilômetros de Campo Grande.

Segundo apurado pela Polícia Civil, na manhã de domingo o homem de 42 anos acionou a Polícia Militar após ter sofrido ameaças por parte de Wellington, que estaria armado com uma pistola. Da ocorrência foi registrado um boletim pela PM, mas o rapaz não foi localizado.

Preso por matar homem com golpe de foice na cabeça estava sofrendo ameaças
Arma era de brinquedo / Foto: Maracaju Speed

Horas depois, Wellington teria invadido a casa do desafeto, novamente armado. O morador ainda tentou correr e pedir ajuda em um mercado, mas acabou usando a foice que tinha em mãos, já que limpava o terreno, para se defender. Com isso, deu um golpe na cabeça do rapaz. Quando a arma caiu no chão, o autor percebeu que era uma pistola de brinquedo.

Wellington chegou a ser socorrido em estado grave pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu ao ferimento. A polícia ainda deve recolher imagens das câmeras de segurança na região e o caso é tratado como homicídio simples. A hipótese de legítima defesa deve ser apresentada pelo homem em audiência de custódia.

Jornal Midiamax