Um vigilante de 34 anos acabou detido nesta segunda-feira (20) após se passar por policial, instrutor do Choque e até Guarda Civil Metropolitano, para conseguir atendimento na UBS (Unidade Básica de Saúde), localizada no Lar do Trabalhador, em Campo Grande.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência registrado pela Guarda, o homem chegou na unidade acompanhado da namorada e procurava atendimento médico para a jovem. O vigilante passou a pressionar a equipe do posto para que realizasse exame de covid-19 na namorada, mas foi informado que a unidade seguiria o protocolo.

O médico teria orientado que a jovem procurasse a unidade do Corpo de Bombeiros para realizar o teste.

No entanto, o vigilante passou a tentar ‘carteiradas’ exigindo o atendimento. Primeiro disse que era policial, depois instrutor do Choque e por fim, guarda. Como estava alterado e atrapalhando os trabalhos no local, a equipe acionou a GCM.

O homem foi levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, onde o caso foi registrado como “perturbação do trabalho ou do sossego alheio”.