Polícia

Polícia não descarta crime passional em assassinato de carbonizado no Céuzinho

Exame papiloscópico vai apontar as causas do assassinato ocorrido na manhã deste sábado (12) na estrada de acesso a cachoeira do Céuzinho, na saída para Rochedinho. A Polícia Civil não descarta que a motivação do crime possa ter sido passional, ocorrido após um desentendimento. Segundo informações da Polícia Civil, foram encontrados preservativos próximos ao veículo, […]

Danielle Errobidarte Publicado em 12/09/2020, às 15h50 - Atualizado às 23h21

Ao lado de corpo e camionete, foram encontradas garrafas de vidro. (Foto: Henrique Arakaki)
Ao lado de corpo e camionete, foram encontradas garrafas de vidro. (Foto: Henrique Arakaki) - Ao lado de corpo e camionete, foram encontradas garrafas de vidro. (Foto: Henrique Arakaki)

Exame papiloscópico vai apontar as causas do assassinato ocorrido na manhã deste sábado (12) na estrada de acesso a cachoeira do Céuzinho, na saída para Rochedinho. A Polícia Civil não descarta que a motivação do crime possa ter sido passional, ocorrido após um desentendimento.

Segundo informações da Polícia Civil, foram encontrados preservativos próximos ao veículo, que foi incendiado. O corpo estava carbonizado e as chamas atingiram, principalmente, a região inferior – pernas e pés. Documentos pessoais que possivelmente estivessem dentro das peças de roupas, foram carbonizados.

As investigações preliminares descartam que o homem foi queimado dentro do veículo, uma Ford Ranger com placas de Londrina-PR. Ele tinha perfurações na região do pescoço e diversas garrafas foram encontradas ao lado do corpo, uma delas com o gargalo com marcas de sangue.

A vítima foi encontrada apenas de cueca no local, e ainda não se sabe sobre possíveis autores para o crime. O corpo permanece no Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal).

Jornal Midiamax