Polícia

Homem encontrado carbonizado no Céuzinho tinha marcas de perfurações no pescoço

O corpo do homem encontrado carbonizado na manhã deste sábado (12), na Cachoeira do Céuzinho, na saída para Rochedo tinha várias marcas de perfurações de pescoço e garrafas quebradas foram encontradas ao lado do corpo. A vítima ainda não foi identificada. A perícia encontrou marcas de sangue no chão e acredita-se que a vítima tenha […]

Thatiana Melo Publicado em 12/09/2020, às 08h40 - Atualizado às 09h18

(Henrique Arakaki, Midiamax)
(Henrique Arakaki, Midiamax) - (Henrique Arakaki, Midiamax)

O corpo do homem encontrado carbonizado na manhã deste sábado (12), na Cachoeira do Céuzinho, na saída para Rochedo tinha várias marcas de perfurações de pescoço e garrafas quebradas foram encontradas ao lado do corpo. A vítima ainda não foi identificada.

A perícia encontrou marcas de sangue no chão e acredita-se que a vítima tenha sido assassinada no local. Várias garrafas de vinho e cerveja foram encontradas sendo que algumas estavam quebradas. O delegado da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento) do Centro, André Luís, disse que a vítima tinha sinais de enforcamento. Digitais fora encontradas nas garrafas e serão periciadas.

O carro queimado também foi vistoriado pelos policiais. A placa do veículo era de Londrina. O Corpo foi levado para o Imol (Instituto e Medicina e Odontologia Legal). A vítima foi encontrada só de cuecas no local. Ainda não se sabe sobre possíveis autores para o crime.

Um guia turístico, Renan Aleixo contou ao Jornal Midiamax, que as pessoas estão desistindo de fazer passeios no local, já que virou rotina o encontro de cadáveres na região.

(Matéria editada às 09:16 para acréscimo de informações)

Jornal Midiamax