Polícia interdita construção de rancho ilegal às margens do Rio Paraguai no Pantanal

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Corumbá, cidade a 440 quilômetros de Campo Grande, interditou uma construção de rancho ilegal às margens do Rio Paraguai no Pantanal e autuou o infrator em R$ 5 mil. De acordo com a polícia, o responsável de 31 anos foi autuado nesta segunda-feira (29) por construção do rancho dentro […]
| 29/06/2020
- 23:52
Polícia interdita construção de rancho ilegal às margens do Rio Paraguai no Pantanal
Divulgação, PMA - Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Corumbá, cidade a 440 quilômetros de Campo Grande, interditou uma construção de rancho ilegal às margens do Rio no Pantanal e autuou o infrator em R$ 5 mil.

De acordo com a polícia, o responsável de 31 anos foi autuado nesta segunda-feira (29) por construção do rancho dentro da área protegida de matas ciliares do rio Paraguai. A PMA realizava fiscalização fluvial no Rio Paraguai no município, a 50 km da cidade na região de Porto União e localizou a construção em alvenaria, segundo o proprietário, para residência e que não seria atividade pesqueira.

A obra estava a 40 metros do rio e havia a retirada da vegetação, que deveria ser conservada em 200 metros por Lei, como área de preservação permanente. O infrator afirmou que comprou a área a margem do rio para realizar a obra residencial. A atividade era realizada sem autorização ambiental.

A PMA interditou as atividades e ordenou que o infrator fizesse a remoção da obra ilegal e a recuperação da área degradada. O infrator, morador em Corumbá, foi autuado administrativamente e multado em R$ 5 mil pela construção ilegal. Ele também responderá por de degradar área de preservação permanente e, se condenado, poderá pegar pena de detenção, de um a três anos.

Veja também

A fuga aconteceu no final da tarde deste domingo

Últimas notícias