Polícia

Polícia descobre que idosa encontrada morta em plantação de MS era estuprada por parente

Após o corpo da idosa de 66 anos ser encontrada em uma plantação de soja em Dourados, cidade a 225 quilômetros de Campo Grande, a polícia descobriu que ela sofria abusos sexuais. A vítima foi encontrada morta após sair para comprar pinga em uma mercearia, na região da aldeia onde vivia. Conforme a Polícia Civil, […]

Renata Portela Publicado em 28/12/2020, às 06h26 - Atualizado às 08h39

Corpo estava na plantação de soja (Foto: Osvaldo Duarte, Dourados News)
Corpo estava na plantação de soja (Foto: Osvaldo Duarte, Dourados News) - Corpo estava na plantação de soja (Foto: Osvaldo Duarte, Dourados News)

Após o corpo da idosa de 66 anos ser encontrada em uma plantação de soja em Dourados, cidade a 225 quilômetros de Campo Grande, a polícia descobriu que ela sofria abusos sexuais. A vítima foi encontrada morta após sair para comprar pinga em uma mercearia, na região da aldeia onde vivia.

Conforme a Polícia Civil, foi informado que a liderança da aldeia já tinha feito um atendimento junto com assistente social na casa da idosa. A princípio, a vítima teria revelado que sofria abusos sexuais e era estuprada por um dos filhos ou netos, sem que o autor fosse especificado.

Até o momento não há detalhes se os fatos podem ter alguma ligação. O corpo da vítima foi encontrado por um neto, quando ele voltava de uma obra. É costume dos moradores na aldeia cortarem caminho pela plantação, por isso o rapaz passou pelo local, quando encontrou a idosa caída.

A vítima tinha saído sozinha para ir até a mercearia comprar pinga. Ela sofria de pressão alta e diabetes e fazia uso de medicamentos. O caso é investigado e tratado como morte a esclarecer.

Jornal Midiamax