Polícia

PM vai investigar conduta de cabo que matou sogro a tiros em fazenda

A Polícia Militar vai instaurar inquérito para apurar transgressões disciplinares cometidas pelo cabo que, no domingo passado, matou o sogro com tiros durante confusão em uma fazenda localizada na zona rural do município de Iguatemi, a 466 quilômetros de Campo Grande.  Ele ficou calado em depoimento e foi trazido para o presídio militar da Capital. […]

Renan Nucci Publicado em 19/02/2020, às 18h01

Caso é investigado na Delegacia de Polícia Civil de Iguatemi. Foto: Divulgação
Caso é investigado na Delegacia de Polícia Civil de Iguatemi. Foto: Divulgação - Caso é investigado na Delegacia de Polícia Civil de Iguatemi. Foto: Divulgação

A Polícia Militar vai instaurar inquérito para apurar transgressões disciplinares cometidas pelo cabo que, no domingo passado, matou o sogro com tiros durante confusão em uma fazenda localizada na zona rural do município de Iguatemi, a 466 quilômetros de Campo Grande. 

Ele ficou calado em depoimento e foi trazido para o presídio militar da Capital. Conforme já noticiado,  a vítima, de 60 anos, foi baleada duas vezes, no peito e no ombro. A esposa do PM, de 33 anos, foi ferida na mão de raspão. 

Os envolvidos estavam reunidos em uma fazenda localizada na região das Sete Placas, quando o policial se desentendeu com a esposa e a agrediu. O sogro interagiu para proteger a filha e acabou sendo atingido pelos disparos.

Jornal Midiamax