Polícia

OAB-MS suspende advogado suspeito de pedofilia em MS

O Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB-MS), suspendeu os direitos de atuação de um advogado recentemente preso em flagrante por estupro de vulneráveis em Anastácio. Sob a relatoria do Advogado Carlos José Reis de Almeida, o Tribunal de Ética e Disciplina, ao analisar o […]

Diego Alves Publicado em 18/12/2020, às 22h49 - Atualizado às 22h53

Material apreendido pela polícia no carro do advogado (Divulgação PC)
Material apreendido pela polícia no carro do advogado (Divulgação PC) - Material apreendido pela polícia no carro do advogado (Divulgação PC)

O Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB-MS), suspendeu os direitos de atuação de um advogado recentemente preso em flagrante por estupro de vulneráveis em Anastácio.

Sob a relatoria do Advogado Carlos José Reis de Almeida, o Tribunal de Ética e Disciplina, ao analisar o caso entendeu que houve grave repercussão à dignidade da advocacia e suspendeu o advogado por 90 dias, prazo este que o processo ético deverá ser concluído.

O advogado foi preso no dia 24 do mês passado em Anastácio, a 134 quilômetros de Campo Grande, após ser flagrado com adolescentes dentro de sua camionete em um esquema de pedofilia. Uma das meninas teria 12 anos. Os pais das adolescentes também foram levados para a delegacia.

A investigação já corria há alguns meses depois da suspeita de que o advogado estuprava adolescentes em motéis na cidade. A própria delegada Joilce Ramos acabou avistando a camionete do suspeito na saída da cidade, que fica nas proximidades de um motel.

Foi chamado reforço e ele abordado. Na camionete estavam três adolescentes que estavam ingerindo bebidas alcoólicas junto do advogado dentro do carro. No veículo também foram encontradas caixas com camisinhas e estimulantes sexuais. Ele disse durante a abordagem que estava levando as meninas para lancharem com a autorização dos pais.

Jornal Midiamax