Polícia

Na linha de frente contra ‘vacilões da quarentena’, 4 guardas são infectados pelo coronavírus

Guardas municipais são responsáveis por fiscalizar toque de recolher em Campo Grande (MS) e 4 foram infectados pelo coronavírus.

Dayene Paz Publicado em 13/06/2020, às 15h19 - Atualizado em 14/06/2020, às 14h41

 (Foto: Ilustrativa/Arquivo)
(Foto: Ilustrativa/Arquivo) - (Foto: Ilustrativa/Arquivo)

Atuando na linha de frente no combate à pandemia de covid-19 em Campo Grande, quatro guardas civis metropolitanos foram infectados pelo coronavírus e afastados das atividades. Os testes foram realizados neste sábado (13) no Parque Ayrton Senna, em Campo Grande.

Em abril deste ano, 10 guardas chegaram a ser afastados após terem apresentado suspeitas de que estariam com covid-19. A situação gerou preocupação, já que os guardas atuam na linha de frente da pandemia, inclusive realizando ações do toque de recolher, todos os dias.

Infectados pelo coronavírus

Neste sábado houve a confirmação de mais quatro casos de infectados pelo coronavírus em testes no Parque Ayrton Senna, localizado no bairro Aero Rancho. Quatro guardas tiveram resultado positivo. Conforme a assessoria da Guarda Civil Metropolitana, eles foram afastados das atividades por 14 dias.

E estão sendo acompanhados pela equipe da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

Dos dez suspeitos em abril, um chegou a ficar internado por cinco dias no CTI (Centro de Terapia Intensiva) de um hospital particular de Campo Grande. Ele se recuperou da doença.

Aumento de casos

Em novo recorde, Mato Grosso do Sul registrou 234 novos casos de coronavírus em 24 horas. De acordo com a SES (Secretaria de Estado de Saúde), o Estado já possui 3.235 pessoas infectadas e 28 mortes causadas pela doença. MS ainda está em crescimento exponencial de casos e tem um péssimo índice de isolamento social.

De acordo com os dados expostos na transmissão, pela secretária-adjunta de Saúde, Cristine Maymone, existem 27.727 casos notificados em todo o Estado. Os 234 novos casos confirmados neste sábado (13) representam aumento de 7,8% de infectados.

Jornal Midiamax