Polícia

Mulher matou companheiro com facada após discussão para comprar crack em cidade de MS

Presa, acusada de matar o companheiro Denilson Santos dos Reis, de 22 anos, uma mulher de 39 anos contou que teria desferido a facada após uma discussão envolvendo compra de crack. O crime ocorreu na última terça-feira (29) em uma serraria, localizada na cidade de Ivinhema, a 291 quilômetros de Campo Grande. A mulher já […]

Dayene Paz Publicado em 31/12/2020, às 07h46

Denilson foi assassinado a facadas pela companheira. Imagem: Divulgação / Jornal da Nova
Denilson foi assassinado a facadas pela companheira. Imagem: Divulgação / Jornal da Nova - Denilson foi assassinado a facadas pela companheira. Imagem: Divulgação / Jornal da Nova

Presa, acusada de matar o companheiro Denilson Santos dos Reis, de 22 anos, uma mulher de 39 anos contou que teria desferido a facada após uma discussão envolvendo compra de crack. O crime ocorreu na última terça-feira (29) em uma serraria, localizada na cidade de Ivinhema, a 291 quilômetros de Campo Grande. A mulher já tem passagem por homicídio, de acordo com a polícia.

Conforme a ocorrência policial, Denilson estava morando na serraria, que fica na Gleba Vitória, zona rural da cidade de Ivinhema. Ele tinha um relacionamento afetivo há cerca de três anos com a suspeita do crime, porém, estavam separados há cerca de quatro dias, quando ele então foi morar na serraria. Na noite de terça, Denilson chamou ela para jantar, bem como um amigo que estava com ela e se juntar a mais dois amigos que também moram na Serraria.

A mulher conta que no local ingeriram seis latas de cerveja e um litro e meio de pinga. Quando os convidados foram embora, ficou somente o casal, quando então Denilson teria pedido para que a mulher conseguisse dinheiro emprestado para comprar drogas, uma vez que os dois seriam usuários de crack. Neste momento, iniciou uma discussão. Um dos amigos de Denilson acordou com pedido de socorro e percebeu que o homem estava ferido. Ele não resistiu e morreu.

De acordo com as informações do site Jornal da Nova, a mulher fugiu do local e foi encontrada após diligências da Polícia Civil, quando caminhava por uma estrada de terra. Quando foi levada para a delegacia disse não se recordar de ter desferido uma facada no companheiro.

Ainda, de acordo com as informações, a mulher possui uma passagem pela polícia, também pelo crime de homicídio, ocorrido em 2009, mas não ficou presa na época. O caso foi registrado como homicídio simples e a suspeita foi autuada em flagrante.

Jornal Midiamax