Polícia

Idoso que baleou morador de rua no Tiradentes paga fiança de R$ 2.090

O assessor parlamentar de 72 anos que baleou morador de rua na manhã de terça-feira (11), em Campo Grande, foi liberado nesta quarta-feira (12), mediante pagamento de fiança de R$ 2.090,00. Ele havia sido preso em flagrante logo após os fatos, transitando em seu veículo na Avenida Três Barras. Durante audiência de custódia, a juíza […]

Renan Nucci Publicado em 12/02/2020, às 18h29

Vítima foi levada para a Santa Casa (Henrique Arakaki, Midiamax)
Vítima foi levada para a Santa Casa (Henrique Arakaki, Midiamax) - Vítima foi levada para a Santa Casa (Henrique Arakaki, Midiamax)

O assessor parlamentar de 72 anos que baleou morador de rua na manhã de terça-feira (11), em Campo Grande, foi liberado nesta quarta-feira (12), mediante pagamento de fiança de R$ 2.090,00. Ele havia sido preso em flagrante logo após os fatos, transitando em seu veículo na Avenida Três Barras.

Durante audiência de custódia, a juíza Eliane de Freiras Lima Vicente considerou que o réu tem bons antecedentes, residência fixa e trabalho lícito. Além disso, na avaliação psicossocial foi constatado que apresenta vulnerabilidade em saúde, fazendo uso de diversos medicamentos de uso contínuo. 

“Há informação ainda de que apresenta não apenas residência fixa, mas reside em companhia da esposa e tem convívio saudável com familiares e filhos, pelo que concluo ser recomendável a concessão de medida cautelar mais branda com o arbitramento de fiança”, decidiu.

O caso

Conforme noticiado ontem, consta no boletim de ocorrência que a Polícia Militar foi acionada para atender ocorrência de disparo de arma de fogo na Rua Diva Ferreira, no Tiradentes. A informação era de que o atirador estaria em um Ford Ecosport. Durante deslocamento para atendimento, os policiais avistaram o veículo na Avenida Três Barras, na rotatória com a Avenida Gabriel Del Pino, onde abordou o suspeito.

O idoso admitiu que havia atirado contra o morador de rua, conforme sua versão, na tentativa de se defender e de proteger a esposa. O homem relatou que a arma estava guardada em casa e foi preso. No local dos fatos, os policiais se depararam com a vítima ferida. O Corpo de Bombeiros foi informado e prestou socorro, encaminhado o baleado à Santa Casa. Ele tinha ferimentos no lado esquerdo do tórax, nas nádegas e no joelho.

O idoso relatou que o morador de rua vive causando transtornos aos moradores da região. Nesta manhã, estava na cozinha de casa e a esposa lavando a varanda, quando a água acabou. Ao verificar, constatou que o morador de rua havia fechado o registro sem permissão. O morador então se aproximou, fez questionamentos e foi ligar o registro novamente, ocasião em que teria sido agredido com chutes. 

Consta nos relatos que o idoso correu para o interior da residência, sendo perseguido pelo morador de rua que o atacou com pauladas. A mulher também foi vítima das agressões. Por este motivo, o idoso pegou um revólver e atirou, fugindo logo em seguida. Ele foi preso e encaminhado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol (Centro Especializado de Polícia).

Jornal Midiamax