Polícia

Antes de ser baleado, morador de rua desligou registro e agrediu atirador e mulher

O morador de rua de 70 anos que foi baleado na manhã desta terça-feira (11), no bairro Tiradentes, em Campo Grande, teria atacado o atirador e a esposa dele depois de desligar o registro de água da residência do casal. O idoso de 72 anos, que feriu a vítima a tiros, foi preso em flagrante […]

Renan Nucci Publicado em 11/02/2020, às 17h37 - Atualizado em 12/02/2020, às 08h01

Vítima foi levada para a Santa Casa (Henrique Arakaki, Midiamax)
Vítima foi levada para a Santa Casa (Henrique Arakaki, Midiamax) - Vítima foi levada para a Santa Casa (Henrique Arakaki, Midiamax)

O morador de rua de 70 anos que foi baleado na manhã desta terça-feira (11), no bairro Tiradentes, em Campo Grande, teria atacado o atirador e a esposa dele depois de desligar o registro de água da residência do casal. O idoso de 72 anos, que feriu a vítima a tiros, foi preso em flagrante e responde por tentativa de homicídio. 

Consta no boletim de ocorrência que a Polícia Militar foi acionada para atender ocorrência de disparo de arma de fogo na Rua Diva Ferreira. A informação era de que o atirador estaria em um Ford Ecosport. Durante deslocamento para atendimento, os policiais avistaram o veículo na Avenida Três Barras, na rotatória com a Avenida Gabriel Del Pino, onde abordou o suspeito.

O idoso admitiu que havia atirado contra o morador de rua, conforme sua versão, na tentativa de se defender e de proteger a esposa. O homem relatou que a arma estava guardada em casa e foi preso. No local dos fatos, os policiais se depararam com a vítima ferida. O Corpo de Bombeiros foi informado e prestou socorro, encaminhado o baleado à Santa Casa. Ele tinha ferimentos no lado esquerdo do tórax, nas nádegas e no joelho.

O idoso relatou que o morador de rua vive causando transtornos aos moradores da região. Nesta manhã, estava na cozinha de casa e a esposa lavando a varanda, quando a água acabou. Ao verificar, constatou que o morador de rua havia fechado o registro sem permissão. O morador então se aproximou, fez questionamentos e foi ligar o registro novamente, ocasião em que teria sido agredido com chutes. 

Consta nos relatos que o idoso correu para o interior da residência, sendo perseguido pelo morador de rua que o atacou com pauladas. A mulher também foi vítima das agressões. Por este motivo, o idoso pegou um revólver e atirou, fugindo logo em seguida. Ele foi preso e encaminhado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol (Centro Especializado de Polícia).A vítima baleada está na Santa Casa e foi autuada por lesão corporal.

Jornal Midiamax