A Polícia Civil investiga a morte de uma de 83 anos ocorrida nesta terça-feira (14), na Santa Casa de . A suspeita é de que a mulher, transferida do interior para a Capital, tenha sido vítima de maus-tratos. O boletim de ocorrência foi registrado como morte a esclarecer.

Conforme o registro policial, a filha procurou a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, relatando que a mãe residia em uma aldeia indígena em Aquidauana. A vítima era cadeirante e não tinha nenhuma doença grave.

No dia 20 de dezembro do ano passado, a idosa viajou para a cidade de São Gabriel do Oeste, junto com outra filha, e lá ficou. No dia 12 deste mês, a vítima apresentou febre, foi medicada com antitérmico e melhorou. No dia seguinte, apresentou bolhas nos pés.

Na terça-feira (14), foi encaminhada para um em São Gabriel do Oeste, onde foi recebida com sinais de maus-tratos, febril, com insuficiência respiratória e muitas bolas nos pés. Por este motivo, a idosa foi transferida para a Santa Casa de Campo Grande, onde deu entrada inconsciente, com choque séptico, evoluindo para parada cardiorrespiratória.

As equipes realizaram protocolo de ressuscitação cardiopulmonar, mas a vítima não resistiu e morreu por volta das 16h10. O caso é investigado.