Polícia

Empresário ameaçou e foi preso 4 dias antes de tentar matar a esposa na frente do filho

Em 7 de maio, Weber Barcelos da Silveira, de 36 anos, foi preso em flagrante por ameaça qualificada por violência doméstica em Costa Rica, a 384 quilômetros de Campo Grande. Naquele dia, ele ameaçou a ex de 28 anos de morte, com uma arma de fogo na cintura. Quatro dias depois, na noite de segunda-feira […]

Renata Portela Publicado em 12/05/2020, às 11h58 - Atualizado em 09/07/2020, às 00h15

Crime aconteceu na casa da família (Foto: MS Todo Dia)
Crime aconteceu na casa da família (Foto: MS Todo Dia) - Crime aconteceu na casa da família (Foto: MS Todo Dia)

Em 7 de maio, Weber Barcelos da Silveira, de 36 anos, foi preso em flagrante por ameaça qualificada por violência doméstica em Costa Rica, a 384 quilômetros de Campo Grande. Naquele dia, ele ameaçou a ex de 28 anos de morte, com uma arma de fogo na cintura. Quatro dias depois, na noite de segunda-feira (11), ele matou a ex-sogra, tentou matar a ex-mulher e se suicidou na frente do filho de 11 anos.

Segundo as informações da Polícia Civil, aquele não foi o primeiro boletim de ocorrência que a vítima registrou contra o empresário. A delegada Fernanda Félix, titular da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) em Campo Grande confirmou que já havia 4 boletins por violência doméstica contra o acusado.

Na última vez, ele foi preso em flagrante. Naquele dia 7, por volta das 14h30, a vítima tentava sair de casa mas era impedida por Weber. Ele colocou uma arma de fogo na cintura e disse que se ela saísse, ele a mataria. Na ocasião foi solicitada medida protetiva, mas não há informação se chegou a ser cumprida, entregue oficialmente ao acusado.

Mais tarde naquele dia, policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) de Costa Rica prenderam em flagrante Weber, por ameaça qualificada por violência doméstica, mas depois ele acabou solto pelo Judiciário.

Feminicídio e tentativa

O crime aconteceu na cidade de Costa Rica, que fica na região norte do Estado. O ex-marido da vítima chegou na casa perguntando ao ex-sogro se a família estava no local. O homem disse que sim, mas não imaginava o que aconteceria.

O autor do crime entrou na residência já atirando com a pistola, atingindo a ex-sogra, a ex-mulher e depois atirando na própria cabeça. Foi o filho de 11 anos que correu até o quartel da Polícia Militar nas proximidades para pedir ajuda depois de presenciar o crime ao lado de um irmão e outra criança que estava na residência.

Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Perícia foram até o local e constataram o óbito da mulher de 46 anos e do autor do crime. Com os ferimentos, a ex-mulher foi levada ao hospital local e depois transferida para Campo Grande.

O caso foi registrado na delegacia do município e está em investigação. A mulher teve ferimentos no abdômen e na perna, sofreu fratura de fêmur e deve passar por cirurgia na Santa Casa.

Jornal Midiamax