Polícia

Condutor embriagado que atropelou e matou motociclista é solto em MS

O condutor que atropelou e matou o trabalhador Leonel Gomes, de 30 anos, na semana passada, conseguiu liberdade na última sexta-feira (06). O caso ocorreu na cidade de Nova Andradina, a 297 quilômetros de Campo Grande. O condutor estaria embriagado. Ele responde por homicídio culposo qualificado por conta da embriaguez, conforme o artigo 302, parágrafo […]

Dayene Paz Publicado em 11/11/2020, às 11h39

Motociclista foi socorrido, mas não resistiu. Imagem: Nova News
Motociclista foi socorrido, mas não resistiu. Imagem: Nova News - Motociclista foi socorrido, mas não resistiu. Imagem: Nova News

O condutor que atropelou e matou o trabalhador Leonel Gomes, de 30 anos, na semana passada, conseguiu liberdade na última sexta-feira (06). O caso ocorreu na cidade de Nova Andradina, a 297 quilômetros de Campo Grande. O condutor estaria embriagado. Ele responde por homicídio culposo qualificado por conta da embriaguez, conforme o artigo 302, parágrafo 3º do do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), cuja pena, caso seja condenado, varia de 5 a 8 anos.

Com a decisão judicial, o acusado poderá responder em liberdade, desde que cumpra algumas medidas, como não se ausentar da comarca, comparecer perante o Poder Judiciário periodicamente e marcar presença sempre que for chamado pelas autoridades para prestar esclarecimentos.

“A regra dos processos é responder em liberdade. Só fica preso em casos excepcionais, preenchidos os requisitos legais. No caso, o juiz concedeu liberdade por entender que outras medidas cautelares seriam suficientes”, explicou o delegado Luiz Quirino ao Nova News.

No dia dos fatos, Leonel Gomes trafegava pela BR-376, em uma moto, sentido ao seu local de trabalho, quando foi atingido pelo veículo onde estava o autor. A vítima chegou a ser socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) até o Hospital Regional, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. As forças de segurança que atenderam a ocorrência constataram que o condutor do carro estaria embriagado, motivo pelo qual ele havia sido detido.

Jornal Midiamax