Polícia

Comerciante que teve loja lacrada e foi detido não tinha nem alvará de funcionamento

O comerciante detido na tarde de sábado (18), no São Conrado, em Campo Grande, descumprindo decreto da prefeitura por manter o estabelecimento aberto, também não tinha alvará de funcionamento. Ele acabou encaminhado para a delegacia e autuado por desacato. Segundo o registro policial, equipe da GCM (Guarda Civil Municipal) foi acionada por supervisor da Semadur […]

Renata Portela Publicado em 19/07/2020, às 06h33 - Atualizado às 15h01

Imagem ilustrativa (Foto: Leonardo França, Midiamax)
Imagem ilustrativa (Foto: Leonardo França, Midiamax) - Imagem ilustrativa (Foto: Leonardo França, Midiamax)

O comerciante detido na tarde de sábado (18), no São Conrado, em Campo Grande, descumprindo decreto da prefeitura por manter o estabelecimento aberto, também não tinha alvará de funcionamento. Ele acabou encaminhado para a delegacia e autuado por desacato.

Segundo o registro policial, equipe da GCM (Guarda Civil Municipal) foi acionada por supervisor da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano). Assim, os fiscais informaram que faziam trabalho no local onde o comerciante descumpria o decreto 14387 de 17/07/2020.

Com isso, foi verificado que a garagem de veículos estava descumprindo o decreto, que orienta que apenas comércios de atividade essencial podem funcionar aos finais de semana. Além do mais, o comerciante sequer tinha alvará de funcionamento da loja.

Quando os agentes decidiram lacrar o estabelecimento, o homem se alterou e jogou o documento de notificação no chão. Momentos depois, ao passarem na frente do estabelecimento novamente, os fiscais perceberam que o comerciante tinha arrancado o lacre do comércio.

Assim a Guarda foi acionada e conduziu o homem até a delegacia, que foi autuado por desacato.

Jornal Midiamax