Polícia

Carro estraga e três são presos quando tentavam negociar armas por R$ 8 mil

Três foram presos durante a madrugada desta quarta-feira (12), no bairro Coophavila, em Campo Grande por equipes do Batalhão de Choque, quando tentavam negociar três armas por R$ 8 mil. Um dos detidos já havia sido preso em 2019, por tentar furtar o banco Santander na Avenida Ceará. O flagrante aconteceu por volta da meia […]

Thatiana Melo Publicado em 12/02/2020, às 06h16 - Atualizado às 07h34

Todos foram levados para a delegacia (Divulgação PM)
Todos foram levados para a delegacia (Divulgação PM) - Todos foram levados para a delegacia (Divulgação PM)

Três foram presos durante a madrugada desta quarta-feira (12), no bairro Coophavila, em Campo Grande por equipes do Batalhão de Choque, quando tentavam negociar três armas por R$ 8 mil. Um dos detidos já havia sido preso em 2019, por tentar furtar o banco Santander na Avenida Ceará.

O flagrante aconteceu por volta da meia noite quando a equipe policial fazia rondas na região, e se deparou com os três empurrando um veículo Fiat Uno, na contramão. Os policiais fizeram o retorno e abordaram o trio, que inicialmente não tinha nada de ilícito.

Mas, ao fazerem a revista no carro encontraram embaixo do banco um carregador de pistola, com oito munições. Os militares, então, fizeram uma varredura nos arredores e próximo a um muro localizaram uma pistola e uma espingarda e mais munições, que segundo os autores seriam negociados com um comprador pelo valor de R$ 8 mil, no bairro Caiobá.

Mas, durante o percurso o carro estragou e o trio estava esperando uma carona para terminar a negociação. Um dos detidos já havia sido preso em agosto de 2019, após tentar furtar o banco Santander na Avenida Ceará. Na troca de tiros com a polícia um dos integrantes acabou morrendo.

Jornal Midiamax