Polícia

Brasileiro que enviava cocaína por encomendas aéreas é preso na fronteira

Francisco Rubén Nogueira Araújo, brasileiro, foi identificado como chefe de uma quadrilha que fazia tráfico de cocaína por meio do envio de encomendas áreas para diversas partes do mundo. Ele foi preso pelos agentes Especiais da SENAD (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai nesta segunda-feira (19). Segundo os agentes da SENAD, Francisco fazia as remessas por […]

Marcos Morandi Publicado em 19/10/2020, às 14h46

Brasileiro usava os correios do Paraguai para enviar drogas.(Foto: Senad)
Brasileiro usava os correios do Paraguai para enviar drogas.(Foto: Senad) - Brasileiro usava os correios do Paraguai para enviar drogas.(Foto: Senad)

Francisco Rubén Nogueira Araújo, brasileiro, foi identificado como chefe de uma quadrilha que fazia tráfico de cocaína por meio do envio de encomendas áreas para diversas partes do mundo. Ele foi preso pelos agentes Especiais da SENAD (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai nesta segunda-feira (19).

Segundo os agentes da SENAD, Francisco fazia as remessas por meio das agências de correio de Ciudad del Este, na divisa com o Brasil. Ele também utilizava identidade falsa e foi presa a partir de investigações feitas depois que ele fez remessas de três pacotes com destino a Hong Kong e Tailândia.

Durante a operação coordenada pelo promotor Manuel Rojas, foi descoberto que o brasileiro pretendia postar mais 136 gramas de cocaína. A droga estava escondida dentro de um diário infantil.

Além disso desse pacote, os agentes da SENAD  identificaram outras encomendas que já tinham sido despachadas na agência de correios.

Jornal Midiamax