Polícia

Boliviano faz pouso forçado na fronteira e é preso com 400 quilos de cocaína

Depois de investigações realizadas  por agentes da SENAD (Secretaria Nacional Antidrogas), uma aeronave tipo Cessna 20 Turbo foi interceptada com um carregamento de 400 quilos de cocaína. Durante a operação Ômega, que contou com o apoio da Força Aérea do Paraguai, o avião, que estava com pouco combustível,  foi forçado a pousar em em uma […]

Marcos Morandi Publicado em 07/10/2020, às 16h20 - Atualizado às 16h22

Traficante fez pouso forçado da aeronave. (Foto: Senad)
Traficante fez pouso forçado da aeronave. (Foto: Senad) - Traficante fez pouso forçado da aeronave. (Foto: Senad)

Depois de investigações realizadas  por agentes da SENAD (Secretaria Nacional Antidrogas), uma aeronave tipo Cessna 20 Turbo foi interceptada com um carregamento de 400 quilos de cocaína.

Durante a operação Ômega, que contou com o apoio da Força Aérea do Paraguai, o avião, que estava com pouco combustível,  foi forçado a pousar em em uma plantação de soja na região de Yguazú, Alto Paraná.

Já em solo paraguaio, o piloto Carlos Roberto Cuellar Bravo, de origem boliviana,  ainda tentou incendiar a aeronave carregada de drogas, mas acabou preso pelos agentes da SENAD. A operação foi acompanhada pelo procurador de Justiça do Paraguai,  Eduardo Royg.

Jornal Midiamax