Polícia

Além da mãe, polícia também vai ouvir irmã de menina que desapareceu em ocupação

A mãe da criança de 3 anos, que desapareceu neste domingo (25) próximo a uma mata da área ocupada da Homex, seria ouvida hoje (26). O depoimento foi remarcado para esta terça-feira (27) após as fortes chuvas que atingiram a Capital durante a tarde. Segundo a delegada Franciele Candotti, da Depca (Delegacia Especializada de Proteção […]

Danielle Errobidarte Publicado em 26/10/2020, às 16h28 - Atualizado às 22h03

Família será ouvida na Depca (Henrique Arakaki, Midiamax)
Família será ouvida na Depca (Henrique Arakaki, Midiamax) - Família será ouvida na Depca (Henrique Arakaki, Midiamax)

A mãe da criança de 3 anos, que desapareceu neste domingo (25) próximo a uma mata da área ocupada da Homex, seria ouvida hoje (26). O depoimento foi remarcado para esta terça-feira (27) após as fortes chuvas que atingiram a Capital durante a tarde.

Segundo a delegada Franciele Candotti, da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), a mulher será ouvida junto às duas filhas, a criança de 3 anos e outra de 12. Ela ainda teria outros três filhos, totalizando cinco. Pela manhã, a delegada já havia confirmado que a criança também será atendida por psicólogos.

Uma força-tarefa envolvendo bombeiros, familiares e vizinhos acabou encontrando a menina dentro de um carro. A criança estava desaparecida desde às 10h. Segundo o Corpo de Bombeiros, o veículo Polo é de morador da região e fica estacionado, sempre aberto. A menina foi encontrada bem, sem ferimentos aparentes. Mas, foi encaminhada ao Imol (Instituto Médico Odontológico Legal) para exames.

O Conselho Tutelar e Polícia Militar foram acionados para verificar se trata-se de crime de abandono de incapaz. Mais cedo, umas das vizinhas disse ao Jornal Midiamax que “as duas irmãs mais velhas foram ao supermercado e disseram que ela foi atrás e depois ninguém mais a viu. Já usamos até caixa de som para chamá-la, mas não atendeu”, comentou.

Jornal Midiamax