Polícia

VÍDEO: Há dias em túnel, bandidos tiraram centenas de sacos de terra para chegar a banco

Um vídeo gravado por policiais do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros) mostra a casa utilizada pela quadrilha para cavar o túnel que os levaria até o caixa forte do Banco do Brasil em Campo Grande. No local, há inúmeros sacos de terra, retirados durante a escavação. A quadrilha […]

Mylena Rocha Publicado em 22/12/2019, às 09h27 - Atualizado em 24/12/2019, às 09h55

None

Um vídeo gravado por policiais do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros) mostra a casa utilizada pela quadrilha para cavar o túnel que os levaria até o caixa forte do Banco do Brasil em Campo Grande. No local, há inúmeros sacos de terra, retirados durante a escavação.

A quadrilha estava sendo investigada há meses e integrantes foram presos em flagrante durante uma ação da operação Hórus. A operação é um projeto-piloto do Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras.

VÍDEO: Há dias em túnel, bandidos tiraram centenas de sacos de terra para chegar a banco
Bandidos trabalhavam há dias na casa que fica localizada na região do Monte Castelo. (Foto: Henrique Arakaki)

A casa encontrada pelos policiais fica na rua Minas Gerais com a rua Alegrete. No local, os bandidos cavaram um túnel de 63 metros para chegar ao caixa forte do Banco do Brasil, no bairro monte Castelo.

Conforme informações apuradas pela reportagem, a quadrilha estava atuando na Capital, mas não era de MS. Seis pessoas foram presas em flagrante. Dois membros da quadrilha morreram em confronto com os policiais do Garras e há, ainda, presos internados após se ferirem durante o confronto. Alguns integrantes estão foragidos.

Testemunhas contaram ao Jornal Midiamax que ouviram muitos tiros durante a noite e se assustaram. Durante a operação, foram apreendidos uma Toyota Hilux com placa de Pernambuco, um carro de passeio e um caminhão.

Uma coletiva de imprensa ainda deve ser marcada para a apresentação dos presos e do túnel construído pela quadrilha. “Nós estamos estudando a forma de fazer isso, uma vez que por conta das chuvas que caem na cidade há risco de desabamento”, alertou o delegado Fábio Peró.

Jornal Midiamax