Polícia

Trio é preso ao tentar comprar moto com documento falso na Mato Grosso

O GOI (Grupo de Operações e Investigações) prendeu em flagrante duas mulheres e um homem que tentavam comprar uma motocicleta usando documentos falsos na tarde desta quinta-feira (24), em uma concessionária localizada na avenida Mato Grosso, em Campo Grande. Durante diligência da polícia, o homem ainda correu e tentou quebrar o celular para esconder provas. […]

Dayene Paz Publicado em 24/10/2019, às 19h03 - Atualizado às 19h06

Foto Ilustrativa | Reprodução
Foto Ilustrativa | Reprodução - Foto Ilustrativa | Reprodução

O GOI (Grupo de Operações e Investigações) prendeu em flagrante duas mulheres e um homem que tentavam comprar uma motocicleta usando documentos falsos na tarde desta quinta-feira (24), em uma concessionária localizada na avenida Mato Grosso, em Campo Grande. Durante diligência da polícia, o homem ainda correu e tentou quebrar o celular para esconder provas.

De acordo com as informações do delegado Antônio Souza Ribas Júnior, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, os policiais do GOI foram acionados ao receber informação de que uma quadrilha estava utilizando documento falso para aplicar golpes na cidade.

Investigação da polícia também constatou que uma mulher utilizava o documento no nome de ‘Thaisnara Garcia’, que conseguiu financiar uma moto em uma concessionária localizada na avenida Rui Barbosa e que a moto seria entre a ela nesta quinta-feira (24) na loja da avenida Mato Grosso.

Os policiais fizeram campana e abordaram a suspeita no momento em que ela assinava o documento de entrega da moto. Com ela, foi localizado o documento falso em nome de Thaisnara Garcia, mas a suspeita também tentou realizar cadastro no nome de Lucilene da Silva Rocha em outra concessionária.

‘Thaisnara’ estava com a companheira e após as duas serem questionadas, acabaram confessando que faziam tentativas de compras com os documentos falsos fornecidos pelo ex-marido de uma delas. Após a venda dos produtos que conseguissem, o dinheiro seria repartido entre ‘Thaisnara’ e o fornecedor.

A suspeita ainda afirmou que conseguiu abrir uma conta no nome de Lucilene da Silva Rocha e fez um empréstimo de R$ 20 mil. A vítima é moradora da cidade de Naviraí e já registrou boletim de ocorrência. O documento de Lucilene foi fornecido por outro rapaz, já identificado pela polícia.

A polícia foi até a casa do fornecedor, ex-marido de uma das mulheres, que ao ver a equipe entrou para a residência e no banheiro, quebrou o celular para tentar esconder as provas do crime. Na casa das mulheres a polícia localizou anotações de pessoas aposentadas, para serem usadas na confecção de documentos falsos.

Foram presos o homem de 41 anos e as mulheres, de 32 e 26 anos, sendo levados para a Depac Centro. Eles devem passar por audiência de custódia nesta sexta-feira (25).

Escritório da falsificação fechado

Na última sexta-feira (18) a polícia prendeu um grupo que mantinha um escritório de falsificação de RGs. Os envolvidos possuíam um verdadeiro maquinário de falsificação de documentosno bairro Rita Vieira, em Campo Grande.

Em uma das casas dos presos, foram apreendias munições calibre 9mm, carregador de pistola, computador, copiadora, oito cédulas de identidade já falsificadas e petrechos para realizar a falsificação. Entre os itens estão acetona, cotonete, etiqueta transparente e papel carta. Ainda foi apreendido um pendrive, cartões de loja de departamento, fotos 3×4 de várias pessoas, contratos e nota fiscal.

A organização era chefiada por um rapaz conhecido como Júnior, sendo que indicava cada responsável de captar pessoas para fazerem as compras e financiamentos em lojas da Capital, também que faria o transporte dessa pessoa.

Jornal Midiamax