Polícia

Preso por estuprar netas, promotor de eventos havia ‘agarrado’ garçonete em festa

O promotor de eventos de 54 anos, de Campo Grande, que foi preso suspeito de estuprar duas netas já teria tentado abusar de uma garçonete, de 18 anos, em uma festa de casamento, na cidade de Naviraí – a 359 quilômetros de Campo Grande, em 2018. Segundo o registro do boletim de ocorrência feito pela […]

Thatiana Melo Publicado em 25/03/2019, às 09h35 - Atualizado às 19h41

Foto: Ilustrativa
Foto: Ilustrativa - Foto: Ilustrativa

O promotor de eventos de 54 anos, de Campo Grande, que foi preso suspeito de estuprar duas netas já teria tentado abusar de uma garçonete, de 18 anos, em uma festa de casamento, na cidade de Naviraí – a 359 quilômetros de Campo Grande, em 2018.

Segundo o registro do boletim de ocorrência feito pela garçonete, ela estava trabalhando em uma festa de casamento, em novembro de 2018, quando o homem teria entrado em uma área restrita a funcionários.

No local, ele tentou beijar e agarrar a jovem que sem reação pediu para que ele parasse e fosse embora do recinto. Mas, o promotor continuou tentando agarrar a garçonete. Ao perceber que havia câmeras de segurança, o homem tentou arrastar a jovem para outro lugar.

Mas, neste momento chegou no recinto mais dois funcionários que perceberam que algo de estranho estava acontecendo. Uma outra garçonete perguntou ao homem o que ele fazia ali, e ele teria respondido que estava, apenas, atrás de água.

Em seguida, ele deixou o local e não foi mais encontrado. Com as imagens das câmeras de segurança, a polícia conseguiu identificar o promotor de ventos.

O promotor foi preso no último de 14 de março e levado para o Instituto Penal de Campo Grande, após a denúncia de que havia estuprado duas netas, uma menina de 7 anos e outra que na época do crime tinha 8 anos.

Um dos casos teria acontecido no ano de 2010, mas veio à tona após o suspeito cometer outro abuso, em janeiro deste ano. O promotor de eventos foi indiciado pelo crime de estupro de vulnerável e satisfação da lascívia – quando o autor pratica, na presença de alguém menor de 14 anos, ou o induz a presenciar, conjunção carnal ou outro ato libidinoso, a fim de satisfazer lascívia própria ou de outro.

Jornal Midiamax