Polícia

Morre peão ferido a tiros por chamar colega de puxa-saco

Morreu nesta quarta-feira (27), no hospital da cidade de Dourados – a 225 quilômetros de Campo Grande, Alcindo Batista da Silva, de 79 anos. Ele foi ferido a tiros após discutir com um colega, em uma fazenda que fica às margens da MS-157 entre Itaporã e Maracaju. Os dois teriam discutido por motivos ainda não […]

Thatiana Melo Publicado em 27/03/2019, às 11h52 - Atualizado às 18h38

None

Morreu nesta quarta-feira (27), no hospital da cidade de Dourados – a 225 quilômetros de Campo Grande, Alcindo Batista da Silva, de 79 anos. Ele foi ferido a tiros após discutir com um colega, em uma fazenda que fica às margens da MS-157 entre Itaporã e Maracaju.

Os dois teriam discutido por motivos ainda não reveladose durante a briga Alcindo teria chamado o colega Edson da Paz de ‘puxa-saco’. Neste momento, o idoso foi ferido com um tiro que atingiu o abdômen da vítima, que foi socorrido e levado em estado grave para o hospital.

Após o crime, Edson teria fugido em um veículo Fiat Uno, de cor vermelha. Quando os policiais foram até a propriedade rural acabaram encontrando uma cápsula de calibre 22, na porta do quarto do autor, segundo o site I Fato. Edson é procurado pela polícia.

Jornal Midiamax